• HOME Notícias
  • Em Tóquio, montadora recebe comitiva brasileira para conhecer o Rota 2030

    IMPRIMIR

    12.9.2018

    Secretário de Desenvolvimento e Competitividade Industrial do MDIC, Igor Calvet, explicou a executivos da Honda como funciona a nova política do setor automotivo

    Tóquio (12 de setembro) - Executivos da Honda receberam nesta quarta-feira o secretário de Desenvolvimento Industrial do MDIC, Igor Calvet, na sede da montadora, em Tóquio. Ele estava acompanhado de Ricardo Santana, diretor de Negócios da Apex-Brasil e de representantes do MDIC e da Embaixada do Brasil no Japão. Na reunião foi apresentado o Rota 2030, política do setor automotivo lançada em julho.

    Calvet destacou que o Rota estabelece previsibilidade para o mercado e para os investimentos a serem feitos no Brasil. Também explicou que a política busca estimular o desenvolvimento de carros movidos a combustíveis limpos, como os modelos elétricos.

    Takashi Horikoshi, chefe da divisão de Relações Governamentais da Honda, lembrou que a empresa foi uma das primeiras a se instalar na Zona Franca de Manaus. "Temos uma rica e longa história no Brasil e nos orgulhamos muito disso", disse.

    Segundo Horikoshi, a Honda se dedicará nos próximos anos à mobilidade dos clientes. A empresa japonesa também vem investindo em projetos de aeronaves e motores.

    Intercâmbio comercial

    Em 2017, as exportações brasileiras para o Japão cresceram 14,3% em relação ao ano anterior, passando de US$ 4,604 bilhões para US$ 5,263 bilhões. O país foi o 5º destino das exportações brasileiras no ano passado. Já as importações somaram US$ 3,763 bilhões. Diante desses números, a balança comercial com o Japão resultou em superávit de US$ 1,501 bilhões em 2017.

    Entre os principais produtos exportados para o Japão estão minérios de ferro (26,6% da pauta exportadora); carne de frango  (17,2%), ferro-ligas (5,7%), alumínio em bruto (5,5%) e aviões (3,6%).

    Fonte Internet: MDIC, 12/09/18