• HOME Notícias
  • Índia estabelece novas exigências para importação de 24 produtos vegetais

    IMPRIMIR

    25.2.2021

    A exportação deve estar acompanhada por certificado oficial, atestando que os produtos não têm origem em organismos geneticamente modificados

    O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) informa que a partir de 1º de março passam a valer as novas exigências para exportação de 24 produtos vegetais para a Índia, relacionadas com organismos geneticamente modificados. As regras foram estabelecidas pelo país, por meio da FSSAI (Food Safety and Standards Authority of India).

    "A exportação desses produtos deve estar acompanhada por um certificado oficial, conforme modelo estabelecido pela autoridade indiana, e que deverá ser emitido pelo Mapa no ponto de saída da mercadoria", explica o diretor do Departamento de Sanidade Vegetal e Insumos Agrícolas, Carlos Goulart.

    Todos esses produtos vegetais, independente do grau de processamento e do uso proposto, devem receber a referida certificação não-OGM. Os exportadores deverão solicitar a emissão do certificado na unidade da Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro) de saída da mercadoria.

    Somente para os produtos que têm autorização para cultivo OGM no Brasil -  feijão (Phaseolus vulgaris), milho, soja e cana-de-açúcar - deverá ser apresentado o laudo de análise laboratorial, emitido por laboratório da rede credenciada Mapa, atestando a ausência de evento OGM na partida a ser exportada.

    Os produtos vegetais sujeitos ao cumprimento da exigência estão indicados na tabela abaixo:

    Produto                           Nome científico
    1 Abacaxi                          Ananas cosmosus
    2 Abóbora                         Curcubita pepo
    3 Alfafa                             Medicago sativa
    4 Ameixa                           Prunus domestica L.
    5 Arroz                               Oryza sativa
    6 Batata                              Solanum tuberosum
    7 Beterraba sacarina           Beta vulgaris
    8 Cana de açucar                Saccharum sp
    9 Cártamo                           Carthamus Tinctorius
    10 Maçã                              Malus  domestica
    11 Canola                            Brassica napus
    12 Feijão                              Phaseolus vulgaris
    13 Chicória                          Cichorium intybus
    14 Feijão Caupi                   Vigna unguiculata
    15 Beringela                         Solanum melongen
    16 Linhaça                            Linum usitatissimum L. 
    17 Milho                               Zea mays
    18 Melão                               Cucumis melo
    19 Mamão                             Carica papaya
    20 Nabo                                 Brassica rapo
    21 Pimentas e pimentões       Capsicum annuum 
    22 Soja                                   Glycine max
    23 Tomate                              Lycopersicon esculentum
    24 Trigo                                 Triticum aestivum

    Fonte Internet: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, 24/02/2021