• HOME Links e Publicações
  • IMPRIMIR

    O PESO DO ICMS NO COMÉRCIO EXTERIOR

    22.12.2011O ano termina com excelentes resultados para o comércio exterior brasileiro, com recordes no crescimento das exportações, das importações e superavit da balança comercial. Aliás, o comércio exterior deu contribuição significativa para o Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre e impediu que a economia apresentasse resultado negativo no período.

    GUERRA FISCAL É BOA PARA A ECONOMIA; MOSTRA ESTUDO DA FGV

    21.12.2011A guerra fiscal via incentivos de ICMS para a indústria beneficia toda a economia. Foi isto que concluiu estudo da Fundação Getúlio Vargas a pedido da Federação das Indústrias de Goiás (Fieg). Foram analisados 12 projetos que geraram impacto de R$ 35,8 bilhões no PIB nacional e 800 mil postos de trabalho. A pesquisa mostrou que incentivos fiscais multiplicam renda, emprego e arrecadação de impostos estaduais e federais. De acordo com o estudo, 1,2% do PIB e 2% da arrecadação nacional sobre a produção, no ano passado, foram viabilizados direta ou indiretamente pelos projetos que tiveram nome preservado por questão contratual. Os empreendimentos estão em sete estados, incluindo Santa Catarina, mais o Distrito Federal. Outra conclusão é que os incentivos ajudaram a descentralizar a riqueza no país.

    ANÁLISE ABECE - BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA 2011 E PERSPECTIVAS 2012

    16.12.2011Para a Abece, os dados registrados até o momento - e que pouco se alteração nos últimos dias do ano - indicam que 2011 foi excelente para o comércio internacional brasileiro, que deve chegar no final de dezembro com a corrente comercial superior a US$ 450 bilhões, novo recorde histórico para o Brasil. 

    A INDÚSTRIA E AS EXPORTAÇÕES

    30.11.2011As exportações brasileiras já superaram US$ 212 bilhões de janeiro a outubro deste ano, crescimento de 29% em relação ao mesmo período do ano anterior.Com isso, está garantido novo recorde histórico. 

    O ENAEX E A SIMPLIFICAÇÃO DO COMÉRCIO

    14.9.2011
    Nos últimos dez anos o comércio exterior brasileiro apresentou um grande crescimento, tanto em volume como em valor. Em 2000 a corrente de comércio alcançou US$ 110 bilhões e em 2010 chegou a US$ 383 bilhões.  Neste ano certamente vai se aproximar de meio trilhão de dólares.